sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Vereartistas

Conselho: Não deixe de assistir os vídeos. É essencial para entender o texto.

Você que é repórter, cantor, ator, dançarino ou outras profissões que te dão status de celebridade e você que quer ser celebridade, está passando por uma situação profissional difícil? Está precisando de mídia? Quer fazer seu pé de meia ou está querendo uma estabilidade financeira? Eu tenho a solução para seus problemas: Aproveite a fama ou a cara-de-pau e seja um candidato a Vereartista. O melhor disso é que, por ser famoso ou por chamar atenção, você já está um passo a frente dos seus concorrentes por que sua imagem tem muita repercussão. Entre as tarefas de um vereador estão:

- Analisar e aprovar leis ligadas a prefeitura e ao poder executivo;
- Fiscalizar órgãos da prefeitura;
- Intermediar a ligação entre eleitores da região que representa e a prefeitura
- Criar leis em benefício de uma vida melhor para a população.

Achou essas tarefas trabalhosas, Vereartista? Não se preocupe em ter que fazer tudo isso porque o povo não vai te fiscalizar! Não perca tempo e filie-se a um partido agora mesmo e siga o exemplo de muitos candidatos a Vereartistas como esses abaixo:



Fabety Boca de Motor - Quem és tú, ó criatura conturbada? Porque que com todo aquele talento proporcionado por seus longos braços, suas finas pernas, seus irretocáveis versos, sua beleza estonteante, e sua dança extremamente sensual, você resolveu entrar para o mundo da política? Mundo esse que, sem dúvida, não merece desfrutar da sua magnífica presença. Fabety é candidata a vereador(a) pelo Partido Social Cristão (PSC). É isso mesmo que você leu: CRISTÃO. A identificação com o partido deve ser justificada, com certeza, pela sua dedicação as causas cristãs, seu combate as músicas mundanas e seus fortes louvores, como esse do vídeo. Falando sério, esse partido tá de sacanagem, né? Só pode ser. Fabety é uma figura quase folclórica, que pode receber muitos votos, seguindo o exemplo de LeoKret. Então o PSC deve estar apostando nisso, pois, o voto que o candidato recebe pertence a legenda, que pode eleger outros candidatos a vereador com os votos de apenas um, caso ele seja bem votado. O Partido não parece se preocupar nem um pouco com seus ideais, apenas com seus interesses.
Boca de Motor tem o ensino médio completo. Ele(a) disse ao site “Bocão News” que realiza trabalhos sociais em ONGs na cidade baixa e desenvolve um projeto esportivo com crianças e adolescentes no campo da Boa Viagem. Que tal jogar bola com uma bicha que se declara na música como a “Rainha dos Moleques”? Quem vai é coelho!
Será que deveríamos botar esse espécime na câmara?
Olha botou, gostou! Botou, gostou! Botou, gostou! Botou, gostou! ♫. – Será que vamos gostar mesmo de botar? De botar ele(a) na câmara?
Vote em Fabety Boca de Motor, em nome da moral e dos bons costumes.



Binha do Bahia – “O Bahia é o melhor do mundo”? A única oportunidade que teve de aparecer pra cidade toda e ele abre a boca pra mentir desse jeito para o eleitor. Assim fica difícil! Mas Binha é gente boa, quem conhece sabe.



Preste atenção ao último candidato do vídeo abaixo.


Beto Bahia – Que diabo é isso aí? Esse ...quatro, cinco, seis saiu estranho, hein coroa? Ele só tinha sete segundos mesmo, não dava pra falar nada que convencesse alguém. O jeito era chamar atenção pra ser lembrado e ele conseguiu. Só essa voz fina no final que pegou mal.




Dado Cyclone – O cara aparece na TV com um capote da Cyclone, boné da Cyclone... Até o nome do cara na urna é Cyclone. Usou a expressão popular “atrasa lado”, muito comum entre os usuários de Cyclone e utilizou-se também daquela velha história de que tá representando a favela, a mesma que os cantores de pagode usam como uma espécie de estratégia de identificação. Esse negócio de “Cyclone” não passa de um personagem para atrair uma grande classe de jovens aqui de salvador. A mesma coisa Pelegrino fez ao contratar Pé de Pranta. Talvez a estratégia dele dê certo: Se todo mundo que usa Cyclone em Salvador votar nele, ele vai ser um dos vereadores mais votados da história da cidade. Se Dado Cyclone for eleito, podem esperar nas próximas eleições candidatos como Zé Mahalo e João Billabong.



Compadre Washington – Você sabia que esse abençoado tinha veia política? Não? Nem eu, pois nunca tinha o ouvido falar sobre politica antes. Como os políticos de hoje tem uma visão muito particular do dinheiro público, eu espero que ele queira ser vereador para não deixar ninguém meter a mão no que é nosso, relembrando antigos sucessos: Tira essa mão boba daí... Tira essa mão boba daí... Essa mão é muito abusada, ordinária, tá danada querendo se divertir ♫. É claro que eu não vou ficar aqui dizendo que político é ladrão. Eu estaria generalizando se eu dissesse que todo ladrão é político. Seria injusto com os ladrões.
É assim que Compadre Washington
fará na câmara. Ele vai tirar de lá de
dentro tudo que é ruim.
(Clique na imagem para ampliar)
Washington disse no vídeo que não vai prometer. Não se sabe se é porque ele não quer enganar ou porque ele não tem proposta nenhuma. Não sabemos se ele tem boas intenções em relação a cidade ou se ele está se candidatando apenas para conseguir um bom e garantido salário. E nessa quem continua sofrendo é o pobre que passa a vida toda segurando o tchan.
Tem muito vereador atento apenas para os seus interesses, por isso, se colocarmos Compadre Washington na câmara de vereadores, eu tenho certeza que pelo menos uma coisa ele vai fazer por nós: Vai chamar todo mundo lá de Ordinário! Ele é candidato pelo Partido Social Liberal, que justifica o nome ao aceitar esse candidato 171, ou melhor, 17171. Lembre-se desse número caso você decida votar nele, Ordinária! Dududududududu páá!!

Obs.: Caso você vá votar em Compadre Washington, ao digitar o número dele na urna, não estranhe se aparecer um boneco do South Park. É ele mesmo. Pode confirmar o voto. Porque diabos ele colocou um desenho ao invés de uma foto dele, eu não sei.


Além dos citados anteriormente, temos outras beldades nas urnas baianas:



LeoKret: Foi eleita porque o povo tava afim de sacanear. Agora o povo vai votar nela novamente porque acha ela uma boa candidata mesmo.


Reginaldo Hollyfield: Sentiu as dificuldades da vida na pele e sabe o que é a pobreza. Mas se ele trabalhar na câmara da mesma forma que ele fala agente tá lascado.


Risadinha - "Faz uma gracinha" um cassete! Tu tá pensando que eleitor é palhaço pra fazer você dar risada?

É incrível como esses candidatos conseguem se eleger com facilidade aqui no Brasil. Não estou dizendo que todos eles são vereadores ruins. Muito pelo contrário, alguns deles estão trabalhando mais que os veteranos, mas nós elegemos Romário, Tiririca, Túlio Maravilha e muitos outros porque são famosos. Agora eu já sei: Se nada der certo, eu me candidato a vereador!

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

K-Pop


Você gosta de pagode baiano, funk e muitos outros ritmos que caíram na boca do povão? Eu gosto de algumas músicas desse ritmo. Sabe qual é o treinamento que cantores e bandas desses ritmos tomam para começar a carreira? Não? Nem eu! Nunca ouvi dizer que eles fazem algum tipo de preparação. Na Coréia do Sul é diferente. Empresas da música asiática fazem seleções e testes constantemente em busca de jovens estrelas para formar grupos (Mas é grupo mesmo, né que nem o New Hit não). Após a seleção, os novos cantores passam por treinamentos rígidos que podem durar mais de 2 anos. Isso dificulta a criação de versões coreanas da Bronkka, Havaianos, Mc Catra, É Xeque, e muitos outros. Se fizessem um treinamento desses aqui no Brasil não iria sobrar nem 20% dos atuais músicos brasileiros.
Só depois de todo o árduo treinamento que, muitas vezes, são de 12 horas por dia, 7 dias por semana, é que eles iniciam sua carreira profissionalmente. É assim que são formados os profissionais do K-Pop (Korean-Pop), ritmo sul-coreano que vem crescendo nos últimos anos.
Os K-Poppers se destacam por serem cantores muito afinados, ótimos dançarinos com coreografias muito bem trabalhadas e pelas músicas de qualidade com ritmos muito empolgantes e dançantes. Essa batida de Eletropop com um pouquinho de Hip-Hop é executada também pelo cantor sul-coreano Psy (eu achei que era só o nome dele que lembrava psicopata = psychopath, mas a cara lembra também), que estourou estrondosamente no mundo todo com o sucesso “Gangnam Style” e sua dança do cavalinho que é muito hilária.


Videoclipe do hit "Gangnam Style", do cantor Psy

Eu comecei a me atentar para esse ritmo quando eu estava passando por uma grande loja de eletrodomésticos e vi, passando numa das televisões que estavam a venda um grupo repleto de jovens lindas cantando e dançando muito chamado Girls’ Generation. Nunca vi tanta gatinha cantando num só grupo. Fazem o tipo Patricinha ao extremo. Dá vontade de dá uma delas de presente a minha priminha pequena pra servir de boneca, mas fazem música de qualidade. Outra banda boa é a Super Júnior, que fazem o estilo N’Sync. Assistindo esses clipes sul-coreanos, agente percebe como eles já gostam dessas jovens magrinhas com cara de certinha. Eu também! Tô amando K-Pop!


Videoclipe da música "Gee", do grupo Girls' Generation

“Gangnam Style”, na minha humilde opinião é uma música muito boa com um clipe espetacular. Foi um show e tanto de Psy e Hyuna (a segunda, integrante da banda 4 minute), que dançaram juntos no metrô. Com muito bom humor, uma coreografia muito bem elaborada, sincronizada e engraçada, o gordinho caipira do terno chique e apertado conquistou definitivamente o público entrando para o livro dos recordes com o clipe que ganhou mais Likes no Youtube. Esse clipe também já é um dos 30 vídeos mais vistos na história do site com mais de 317 milhões de acessos até o momento com pouco mais de 2 meses de publicado, apenas. Ou seja, a tendência é aumentar muito.
Gangnam-gu, Seoul, Coréia do Sul
Eu, ser de curiosidade infinita, perguntei-me? O que é “Gangnam Style” (Estilo Gangnam)? Lá fui eu vasculhar fontes em busca de Gangnam. Achei algumas coisas mas, a única que fazia sentido, era uma região da cidade de Seoul, na Coréia do Sul, que recebeu esse nome. No Google Street View eu pude admirar a maravilha de lugar que é Gangnam. Local desenvolvido e organizado, de dar em inveja em quase todos os bairros brasileiros. Aliás, depois que a Google lançou esse programa eu só tenho me mordido de raiva toda vez que olho as ruas dos outros países, porque eles sempre parecem ser mais organizados que o meu. Isso aqui é uma bagunça desgraçada.


Videoclipe da música "Spy", do grupo Super Junior
Achei muito bom, e eu nem gosto desse estilo de grupo.

De acordo com essas e outras pesquisas, pude concluir que o estilo Gangnam é um estilo fino, rico, condizente com a letra da música e totalmente incoerente com o clipe. Como eu tinha dito antes, Psy encarna no clipe um personagem caipira e muito bizarro, afirmando ter o estilo Gangnam. Resumindo: O Sul-coreano pareceu ter a intenção de ironizar as pessoas daquele local. Descobri também que Psy é de uma região muito próxima a Gangnam, o que me fez chegar a conclusão de que ele está ironizando a si próprio, o que só torna as coisas mais engraçadas. Gangnam Style é, sem dúvidas, de uma genialidade excepcional e não apenas uma bizarrice como aparenta. Parabéns a Psy e aos K-Poppers coreanos.
Psy, cantor de "Gangnam Style"
Pra quem gosta de Pop, indico K-Pop. Música de qualidade que eu tive que buscar no país dos outros porque aqui no Brasil, país de muitos dos melhores cantores do mundo, a música tá começando a se tornar algo preocupante. Espero que os poucos cantores e bandas brasileiras de qualidade permaneçam na estrada por muito tempo e que a nova geração de músicos mantenha o nível dos melhores. 

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Chatices de campanha


Você viu algum candidato a vereador ou prefeito passando no seu bairro? É claro que viu, pois, em tempo de eleição, político é que nem formiga: dá em tudo quanto é canto. Ele visitou a sua rua, carregou sua criança, lamentou os buracos do asfalto, jogou futebol com seu filho, colocou na prefeitura atual a culpa sobre todos os problemas do seu bairro e deixou claro que, com o seu apoio, ele vai poder melhorar sua rua, seu bairro e a sua cidade. É certo que alguns deles farão questão de entrar se você abrir a porta de sua casa para recebê-los. Mais certo ainda é o fato de que os mesmos, depois de eleitos, não abrirão a porta da prefeitura para atender você. Por isso, aproveite o privilégio de ver e falar com os candidatos hoje, porque para conseguir se aproximar deles novamente, só daqui a 4 anos.
De inúmeras janelas pudemos ver candidatos desfilando em nossas ruas e prometendo melhorias: “Eu, Fulano de Tal, conto com o seu voto para trazer melhorias para a mobilidade urbana da nossa cidade” - Enquanto isso ele vai matando de raiva os motoristas e os usuários do transporte coletivo ao engarrafar o bairro com sua lenta carreata. “Eu, Ciclanilson Fulano, estou me candidatando a prefeito para acabar com essa lixaria que esconde a beleza do seu bairro e a alto-estima de sua população” – E logo atrás dele estão seus panfletários espalhando santinhos pelo bairro todo.
Aí está uma das coisas chatas das eleições: Santinho! É um desperdício do dinheiro de campanha e deixa a cidade imunda. Será que os políticos estudam os efeitos do santinho e a influência deles no voto de um eleitor? Eu acho que não, por isso insistem nessa bobagem. Se papel ganhasse voto, o dono da Chamex era o presidente do Brasil.
Hoje eu peguei no sono quando estava em pé, dentro do ônibus (porque ir sentado é tirar a sorte grande), mas logo acordei assustado com um carro de som que passou tocando absurdamente alto a música de um candidato a prefeito. 
Essa é outra coisa chata da eleição aqui no Brasil: Jingle de campanha. Parece que a categoria dos pagodeiros sem fone achou adversário a altura, e quem sofre com essa altura são nossos tímpanos. Vá matar o diabo com tanto carro na rua tocando essas musiquinhas. Agente tem que andar com protetor de ouvido pra aguentar essa barulheira até o dia 7 e torcer pra não ter segundo turno. Essas musiquinhas ajudam a memorizar o número e o nome do candidato, mas não nos convence a votar nele. Se jingle ganhasse voto, Hilton era prefeito de Salvador. - “Eu quero Hilton 50, na capital da resistência... Salvadoooor!” - Esse jingle fez tanto sucesso que muita gente usou como toque de chamada do celular.
Recentemente eu descobri um lado positivo do trânsito de Salvador: Pude olhar a cidade vagarosamente, podendo assim ver cada detalhe que, nem a pé, eu poderia apreciar de forma tão lenta. Dessa forma eu pude perceber que, em lugares muito populosos existe, ao menos, uma propaganda política por metro quadrado, seja ela de qualquer forma. Só com pinturas de paredes, cavaletes, placas, banners e santinhos, os candidatos parecem gastar muito mais do que o que declaram. E o mais interessante é que são nos bairros mais carentes onde as propagadas são mais intensas e as campanhas parecem mais fortes. Isso mostra como os mais humildes são os mais enganados.
Eu sinto falta do tempo em que os políticos achavam que o povo era besta. Agora que eles têm certeza, estão botando pra quebrar em cima da gente. Espero que, dessa vez, o povo não vote em quem eles já sabem que não deu certo porque, errar uma vez é humano, duas vezes é reeleição.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Cidade das Greves


Na Bahia, a palavra "greve" tem sido
pronunciada mais vezes que "oxe"

      Passeata e panelaço é coisa do passado, a moda agora é deixar o governo irritado. Os movimentos grevistas voltaram com força total e não sai da cabeça do menos afortunado. Foram os policiais, os agentes de saúde, os correios, os bombeiros e muitos outros. Nessa última semana foi a vez dos Rodoviários, para o absoluto deleite dos “trabalhadores” que pensavam em qual doença teriam amanhã, dos preguiçosos disfarçados de estudante e de alguns alunos de escola municipal e particular que estavam revoltados por não partilharem do mesmo privilégio concedido aos alunos das escolas públicas estaduais, que estão sem aulas a mais de 40 dias porque os professores também estão em greve. 
Pra que eu vou pra escola se posso
assistir vídeo-aula no YouTube?
      São em tempos como esse que podemos testemunhar o milagre de ver os jovens contando a hora pra assistir o telejornal (a não ser que esteja passando Rebeldes). Todos ligados nas notícias pra saber quando é que as “férias” iriam acabar.
      Estava todo mundo fazendo greve, menos São Pedro, que não me deixou sair de casa com aquela chuva toda. Além do aguaceiro, fazia um frio terrível, tirando de muita gente o incentivo necessário pra tomar banho que só aquela sensação da pele grudando nos dá. A temperatura estava tão baixa que dava pra sentir até o calor proporcionado pela claridade do monitor. 

      Tive tempo para escrever esse post para o Dizendo o que quer!, graças a falta de transporte público, que me impedia de cumprir com meus compromissos. De acordo com o diretor-social do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do Estado da Bahia, o sindicato estava cumprindo a sua parte em relação a determinação da justiça que estabelece que 40% dos ônibus devem continuar rodando: “Nós liberamos a frota de ônibus determinada pela Justiça, mas não podemos obrigar os funcionários a sair se eles não querem” (Se tomássemos como realidade a hipótese de que nasci ontem, talvez eu acreditasse nisso).

Qualquer associação que possa ser feita considerando o
fato de que esta imagem está próxima ao trecho que trata
de apresentador fazendo escandalo, não passa de
uma grande coincidência.
      Estava marcada para Segunda-feira (hoje) uma nova rodada de negociação entre os trabalhadores e o SETPS (Sindicato dos Exploradores do Transporte Público de Salvador). Ou seja, iriamos ficar, pelo menos, mais uns 5 dias em casa sem sair, enrolados no lençol, ofendendo a mãe do prefeito e assistindo apresentadores de programas regionais vespertinos fazendo escândalo com imagem de ruas desertas e sem ônibus. Mas a reunião foi antecipada pra esse ultimo sábado e, ainda a tarde, os rodoviários voltaram as ruas e o serviço de transporte coletivo foi reestabelecido.
      Enfim, os rodoviários conquistaram o merecido aumento de 7,5% no salário e um aumento de 4,09% no ticket refeição... Foi como um soco na cara do empresário. O problema é que o empresário se esquivou e o soco pegou na cara do povo, que está correndo o risco de ter que pagar R$ 3,15 de tarifa pra ir trabalhar, graças a um pedido de “realinhamento tarifário” (Toda vez que eles querem f[...]com a vida do trabalhador, eles inventam um nome bonitinho) para a prefeitura de Salvador feito pelos donos de empresas de ônibus.
      De acordo com o próprio SETPS (aquele mesmo sindicato que criou o Salvador Card para que nós pagássemos a tarifa adiantada e ainda gastássemos mais transporte para carregar esse cartão abençoado) ao cumprir os reajustes favoráveis aos rodoviários determinados pelo Tribunal Regional do Trabalho, a mão-de-obra que custava 46,7% aumenta para 49,7% (um aumento de 3%), o que justificaria o aumento de R$ 2,50 para R$ 3,15. Estou eu aqui me perguntando: Se o custo para o empresário aumentou 3%, porque o custo para o povo aumenta 26%?
      Eu não estou aqui acusando alguém de roubo, muito menos de lesar a população. Com esses 13 meses de blog eu aprendi que não posso ser tão sincero. Mas, sem dúvidas, o povo vai sentir muita dor, principalmente no bolso.
Empreguetes de mentira que
são adoradas por empreguetes
que seguram a vassoura de verdade
      Não dá nem pra pedir ao jovem pobre que vote com consciência nas próximas eleições porque eles não estão tendo educação, já que os professores das escolas estaduais estão em greve. A cultura deles nesses últimos 45 dias se resume em querer tchu, em querer tcha, na sua humilde residência (literalmente), enquanto torcem pelas Empreguetes, sentem raiva da Carminha e aprendem a ser Rebeldes pelas causas erradas. E ainda tem gente dizendo que a voz do povo é a voz de Deus. Essa frase deve ter sido inventada por algum ateu. Deus é justo e o povo é cego, não tendo lucidez para fazer justiça. 
Tomara que esse tempo acabe logo!
      Também não dá pra pedir ao jovem de classe média que ele vote com consciência, pois também estão sem educação, já que os professores de escola particular também estão entrando em greve. Ao jovem rico é que não dá pra pedir mesmo porque eles garantem o voto para o político que, geralmente, faz parte da sua família ou do seu ciclo de amizades. E mesmo que não conhecesse sequer um político, porque ele mexeria no time que está ganhando? (Ganhando dinheiro pra ele, é claro!)
      Essa é a cidade que acabou de ser confirmada como uma das sedes da Copa das Confederações, a nossa São Salvador. Cidade da Copa. Cidade das greves.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Tutorial de relacionamento com sogras


     Um relacionamento amoroso depende de vários fatores pra dar certo. Eu fiz uma pesquisa com 40 pessoas de diferentes níveis econômicos e de 7 cidades de diferentes (a maioria de Salvador) sobre o assunto. Cheguei a três conclusões interessantes:

     1. As pessoas são tolerantes e agradáveis com os estranhos e maltratam os que mais amam. – Talvez porque, com os desconhecidos, as pessoas não se sintam a vontade pra dizer o que pensam.
     2. Aproximadamente 30% dos entrevistados afirmam ter um relacionamento estável e os outros 70%, que não estão tão contentes, confirmam a participação ativa das sogras em suas vidas. – Será  coincidência?
    3. Dentre os que representam aqueles 30% que dizem estar num relacionamento estável, 75% moram longe da sogra ou a coitada já bateu as botas.

      Os resultados tendem a demonstrar influência negativa da maioria das sogras na vida de um casal. Por isso, através dessa mesma pesquisa, resolvi buscar as soluções junto as pessoas que afirmam passar por este empasse. Avaliamos os problemas e, depois de muita discussão, chegamos a algumas possíveis soluções. As melhores serão colocadas abaixo.
Obs.: Durante a postagem, aparecerão algumas frases em negrito ditas pelos entrevistados que merecem destaque e demonstram como está a situação deles com suas sogras.

      Soluções para um bom relacionamento com sua sogra:

- O primeiro passo é conformar-se com o fato de que você vai ter a sogra no seu pé pro resto da vida, por mais desgraçada que essa possibilidade possa parecer. A situação pode piorar se você tiver uma boa namorada ou casar-se com uma boa esposa porque, de acordo com minha pesquisa, as melhores filhas trazem as piores sogras. É uma compensação natural. Isso porque as boas filhas são mais próximas da mãe e, pra desgrudar, é difícil.

“Mulher é a coisa que mais gosto no mundo. Eu só não tenho duas mulheres porque assim eu teria que ter duas sogras.”

- Se sua sogra te disser algo desagradável, tente mostrar pra ela que você não está ligando. Respire fundo, não mude o semblante e tenha jogo de cintura. Com o tempo ela vai acabar desistindo.
- De um determinado ponto de vista, a família tem um peso muito grande pra você cair na asneira de pedir para que seu companheiro (a) tenha que escolher entre você e sua sogra. Não significa que você seja menos importante, mas é que são relacionamentos totalmente diferentes.

“Eu só conheço uma sogra boa: a sogra da minha esposa.”

Dê a sua sogra um motivo pra sorrir:
Pague o plano ortodôntico dela!
- Mesmo que isso possa parecer mais doloroso que um chute no saco, faça visitas a sua sogra, para almoçar ou simplesmente vê-la. Você vai ganhar pontos com sua esposa e, sendo otimista, você pode ganhar até a simpatia da sogra, podendo assim evitar uma dose maior do veneno da cobra. Já que ela vai à sua casa de qualquer jeito, é bom estar habituado ao território inimigo.
- Quando é pra levar a sogra na rodoviária ou no aeroporto, todo genro fica feliz. Agora está na hora de leva-la para lugares que a agrade. Leve-a para almoçar num restaurante ou dê uns presentes (presente mesmo, nada de “Cavalo de Tróia”), todo mundo gosto de uns agrados.


“Eu levo minha sogra pra tudo quanto é canto, mas ela sempre volta.”

- Dessa dica muita gente vai gostar: Escute tudo que sua sogra disser sobre sua vida conjugal. Deixe-a falar até a saliva secar e o atrito com a língua queimar o céu da boca. Concorde com tudo. Depois ignore e faça tudo do seu jeito. Você está casado(a) ou namorando com o filho(a) dela e não com ela.



“Minha sogra fala tanto, que quando ela vai à praia volta com a língua bronzeada.”

- Preserve sua privacidade. A intimidade do casal também deve ser preservada ou você pode estar deixando sua sogra se meter demais na sua vida. Evite, de forma branda. Se Deus não deu asa à cobra, não será você quem vai dar.

Espero que essas dicas ajudem a você a se relacionar bem com a sua sogra, para que você não precise sempre vê-la como um castigo e mantenha a harmonia entre você e a família de seu marido ou esposa. Mas se você é daqueles que não faz muita questão de fazer amizade com a sogra, aprenda com esse garoto no vídeo abaixo. Ele mostra direitinho como é que se faz.



sábado, 12 de maio de 2012

Não precisa de garagem...


    Nos últimos anos percebe-se claramente um aumento no numero de brasileiros pertencentes a classe média e o aumento de seu poder aquisitivo (menos o meu). Apesar disso, a pobreza ainda assola o país. Mesmo assim, cidadãos menos favorecidos, com as grandes facilidades de hoje em dia, conseguem comprar um automóvel que, muitas vezes, estão bastante usados.
    O sujeito deixa de comprar roupa, deixa de comprar comida, deixa de ajeitar a casa, deixa de dar o dinheiro da merenda dos filhos, mas não deixa de pagar as parcelas e colocar gasolina no seu já velho e abatido possante. Eu chamo de possante porque, por onde ele passa, ele deixa uma possa de óleo.
    Outros desprovidos financeiros se arriscam a, com o pouco dinheiro que tem, comprar aquele famoso carro zero: Zero de potência, zero de velocidade, zero de tecnologias e zero de conforto. Pior mesmo é quando o cidadão compra o carro imaginando um trio elétrico. Muitos se preocupam em equipar a carroça com alto-falantes potentes antes mesmo de pensar em emplacar. Muitas vezes eles mal sabem o que é CRV, mas entendem como ninguém de RMS.
       Carros assim costumam dar muita dor de cabeça. É por isso que, um falecido tio de um amigo meu, que trabalhava numa concessionária, costumava dizer: “Carro ruim sai com um cavalo a mais de brinde da concessionária: O Dono!”.


Alguém conseguiu localizar a calçada nessa foto?
Percebam que os pedestres andam no asfalto.
      É muito bom saber que pobre também pode ter carro, mas tem um probleminha: A maioria deles, quando pegam no dinheiro, preferem um bom carro a uma boa casa e, por isso, boa parte delas não tem garagem. Sem opções, ele deixa o carro na rua mesmo, sobre a calçada, tomando o espaço do pedestre que já não é muito grande nos bairros humildes, onde o problema é mais intenso. Um exemplo disso está na foto ao lado que mostra a Rua do oriente, Alto do Peru, na Fazenda Grande do Retiro, em Salvador. Observem a foto. Os leitores do Alto do Peru que me desculpem, mas isso é um estacionamento disfarçado de bairro! Essa situação se estende pela rua quase toda. 
   Dificilmente o pedestre consegue andar pela calçada, arriscando-se no asfalto, podendo ser atingido por um carro, um ônibus ou jogado pra longe se atropelado por um daqueles motociclistas que passam voando, fazendo barulho e empinando a moto, muito comum em bairros humildes (Falando em motociclistas loucos, eu fico me perguntando o que se passa na cabeça desses caras. Acho que eu ainda não tenha achado resposta porque, talvez, não passe nada pela cabeça deles. Acho que eles pensem “A galera pira quando empino a moto”. Na verdade, o que eu vejo o pessoal comentar são coisas como “Tomara que essa moto vire pra ele se f[...] todo!”). 

Zona de Estacionamento
Entrada do Alto do Peru,
um dos gargalos da Fazenda Grande
   Além disso, esses carros estacionados estreitam o espaço na pista, que já é curto. Ao invés de dois, passa apenas um carro de cada vez, fazendo os automóveis que estão transitando no sentido contrário esperarem, criando engarrafamentos.
  Estacionar na calçada é uma falta considerada grave. É punida com 5 pontos na carteira e uma multa de R$ 127,69. Pode ser que tenha acontecido com alguém, mas eu não vi ninguém ser multado por isso. 

O que pode ser feito para melhorar?



     - Exigir do motorista, na compra do carro, um comprovante de que ele tem um local adequado para estacionar o carro;
      - Incentivos do estado para a criação de estacionamentos;
   - Aumentar os impostos sobre os automóveis para isso acarretar no reajuste do preço, impedindo que o pobre possa comprar carro (Dessa solução, o comentarista Luiz Carlos Prestes iria amar. Quem não lembra dele, assiste o vídeo e escuta com muita atenção o que ele fala);

Av. Sete de Setembro, Centro de Salvador.
É tanto carro que nem dá pra ver as calçadas.



      Algumas dessas soluções pareceram viáveis? Claro que não! Seria incoerente multar as pessoas que estacionam na calçada por falta de opção já que Salvador não foi uma cidade planejada. A maioria dos bairros foi crescendo desordenadamente ou formada pelas conhecidas “invasões”. Ainda tomando como exemplo o Alto do Peru, tem pontos do bairro em que a calçada praticamente não existe, pois construíram casas em cima. Não podemos punir os soteropolitanos pela falta de estrutura e planejamento de Salvador. Então, o que deve ser feito para solucionar o problema?

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Pé na Bola ou pé no chão


PÉ NA BOLA OU PÉ NO CHÃO



Tenho 12 anos de idade
Tô curtindo minha puberdade
Meus pais vivem a me chatear
Não entendem minha realidade

Ficam me mandando estudar
Como se tivesse necessidade
Se eu vou ser jogador de futebol
Pra que eu quero escolaridade?

Tenho 15 anos de idade
Vou fazer teste pra atacante
Tô atrasado na escola
Mas serei um bom centroavante

Mostrei um futebol maneiro
Rendi até como zagueiro
Joguei bem o tempo inteiro
Mas para o maldito olheiro
Eu não dou nem pra goleiro

Vou continuar tentando
Não vou parar de jogar
Aulas estarei faltando
Mas eu vou me dedicar

Aos 18 anos te falo
Tenho minha emancipação
Com os pés cheios de calo
Sem nenhuma profissão

Encontrei quem procurava
Me apaixonei pela May
Quando eu menos esperava
Descobri que vou ser pai

Só tenho 25 anos
E já não tenho sossego
Com família pra sustentar
Eu continuo sem emprego

Talvez eu aprenda uma profissão
Caso eu volte a estudar
Aumentaria minha condição
De fazer a vida melhorar

Hoje eu tenho 30 anos
Tempo para estudar
Agora não tenho mais
Estou me matando de trabalhar
Porque não escutei meus pais?

Meu filho tem 12 anos de idade
Está curtindo sua puberdade
Acha que eu vivo a lhe chatear
E que não entendo sua realidade

Fico o mandando estudar
Mas ele não sente necessidade
Porque quer ser jogador de futebol
E não precisa de escolaridade


Diego Damasceno

domingo, 29 de abril de 2012

1 ano

       Nem eu, quando comecei, esperava que fosse durar tanto tempo, mas o Dizendo o que quer! está completando 1 ano na internet nessa segunda-feira, 30 de abril de 2012. E pra comemorar resolvi dar uma modificada no layout do Blog, com um tom azul. Escolhi essa cor porque, de acordo com especialistas, ela ajuda a ter clareza de ideias e na criatividade, estando associada com a parte mais intelectual da mente. Com um novo logotipo em imagem vetorial criado por Eric Noronha, finalmente eu atendi aos conselhos de muitos amigos e leitores que achavam o antigo visual muito funcional, mas pouco atrativo. Espero que as mudanças tenham agradado. Se tiverem gostado, comentem. Se não, comentem mais ainda dizendo onde podem ocorrer mudanças. Desde já, agradeço.
Esse aniversário é uma oportunidade de responder algumas perguntas importantes que as pessoas me fizeram em relação ao Blog:

“Como surgiu a ideia do Dizendo o que quer! ?”

      Estava na internet e cliquei num link de um amigo meu. O Blog Wellington Morais =P me pareceu muito interessante. Isso aconteceu na semana em que a mídia internacional só falava do casamento de um dos príncipes do Reino Unido. Achei um absurdo gastarem uma enorme quantia de dinheiro dos cofres públicos para aquela majestosa festa. Foi aí que eu associei meu tempo livre, minha indignação com fatos do cotidiano e o repentino interesse em blogs para criar o meu. Pensei: “Vou criar um espaço em que eu possa dizer o que quiser”. Daí saiu o nome: Dizendo o que quer! .

“Qual a sua intenção em criar um blog tão polêmico?”

Clique e leia algumas
postagens do Ano 1:
Greve da PM 2012.1


      Ao contrário do que parece, minha intenção primordial com este blog não é polemizar. O Dizendo o que quer! foi criado para desenvolver nos leitores o senso crítico. As postagens polêmicas são apenas uma ferramenta para nos fazer refletir com mais intensidade. Se eu colocasse aqui temas pouco interessantes, não existiriam os debates. Essa é a importância dos comentários: São eles que trazem diferentes pontos de vista de determinado assunto, algo indispensável numa análise crítica.

“Porque você fez tantas postagens com temas sérios fazendo chacota sobre o assunto? Isso não parece inconveniente?”

Em dia de chuva
      Sim, parece. Mas se eu falasse aqui de uma forma mais séria poucos iriam ler. O público alvo do Dizendo o que quer! é aquele que não pratica o senso crítico, apenas seguem o senso comum. Essas pessoas, geralmente, não tem o hábito da leitura. Como este blog apresenta seu conteúdo de uma forma escrita, utilizo do bom humor e da linguagem informal como ferramentas para chamar a atenção, entreter e prender os menos interessados em leituras. A prova de que isso funciona é que as postagens mais lidas do Blog são as mais engraçadas.

“Como você faz para escrever sobre diversos assuntos diferentes, alguns muito técnicos, com tanta convicção e propriedade?”

Eu pago R$ 2,50 pra que?
      Eu pesquiso. Eu não tenho uma área específica para tratar aqui no Dizendo o que quer!, falo sobre tudo que acho interessante. Por isso não faço ao menos uma postagem sem pesquisar alguma coisa sobre ela de, no mínimo, duas fontes diferentes. Entendendo sobre o assunto, fica muito mais fácil falar. Além disso, antes de publicar uma postagem, eu a reviso várias vezes para corrigir os erros ortográficos e de concordância. Mesmo assim, alguns erros ainda passam despercebidos. Tento também reduzir o texto ao máximo, para que ele fique mais objetivo, tornando-o o menos cansativo e mais claro possível para quem o ler. Por isso, quando você achar que uma postagem minha foi muita grande, pode ter certeza que ela era muito maior antes de ser publicada.

“Você sempre fez o Dizendo o que quer! todo sozinho?”

      Sim. Todos os textos divulgados neste blog foram de minha autoria, inclusive as poesias. Os elementos estruturais como layout, por exemplo, também foram feitos por mim. Entre as imagens que aparecem nas postagens, algumas eu criei, mas a maioria foi retirada de livros ou da internet. É óbvio que eu recebi muitas dicas de comentadores assíduos do Dizendo o que quer!, a quem eu aproveito para agradecer: Wellington Morais, aquele do blog Wellington Morais =P , Adriana Otero, criadora do Papo Solto (outro bom blog) e Silier Borges, que eu não sei porque cometeu o pecado de deixar de blogar.
AntAgonia

Eu queria agradecer também a Riad Couto, Camila Nansu, Elba Nara, Amanda Silva, Lavínia, Cris Manaia, Anatália, Ivy Coelho, Israel Lima, Davi Eder, Tamires Santana, Taís Damasceno, Edgleisson Suzart, Alê Carvalho, Carol Santana, Lis Marina, Graziele Merces, Atson Conceição, Alexandre Velasques, Grazielle Piton, Suelen Santos, Hilma Lopes, Rodolpho Salvador, Elisiane Lima, Joelson Cruz, Cristiano Portela, Mayane Louise, Luis Paulo Pinto, Rosana Pitta, Jaimara Dantas, a galera do blog RENAJUNE, Tiago Lopes (criador do primeiro logo do blog), Eric Noronha (criador do logotipo atual) e muitos outros que não foram citados aqui mas também divulgaram, curtiram ou comentaram o Dizendo o que quer! nas redes sociais, no espaço para comentários do blog e na velha propaganda boca a boca.

Muito obrigado a todos que estão lendo esse post e espero que vocês continuem aqui, para que o Dizendo o que quer! dure muitos e muitos anos.

domingo, 8 de abril de 2012

"Coelhinho da páscoa, o que fizeste por mim?"


     O Domingo de Páscoa chegou. É nessa data que nos lambuzamos de chocolate para homenagearmos uma figura muito importante na história da humanidade: O Coelhinho da Páscoa. Ele, coitado, que na última ceia com os seus outros discípulos coelhos foi denunciado por Judas Coelhiote e, numa espécie de júri popular, teve sua prisão decretada em troca da liberdade do coelho Barrabás. O Coelhinho da Páscoa foi flagelado e teve que suportar porradas e zombarias enquanto, sozinho e dolorido, carregava por um logo caminho até o Monte Cenoura a sua pesada cruz, na qual foi crucificado e acabou morrendo, pedindo para que a humanidade seja perdoada. Na Páscoa, o Coelhinho ressuscitou e, até hoje, ele sai pelo mundo distribuindo seus ovos de chocolate pelos supermercados. Não é essa a verdadeira história?

     Gente, acordem pra vida!


A maioria de nós se esqueceu do real sentido da Páscoa e, como sempre, transformamos uma data religiosa num grande negócio. Fazemos da semana santa um período para fazer feliz o grande empresário do ramo alimentício que ri, ri muito ao ver que o povo não cansa de colocar os ovos dele na boca e ainda dizer que tá gostoso (Eu me refiro aos ovos de chocolate).
Fiz as 3 perguntas a algumas pessoas e tive respostas interessantes.

    
 O que representa a páscoa para você?

Mulher, jovem, universitária“Tenho em minha visão como um dia de gloria e o fim da escravidão. Momento para pensarmos o real sentimento do viver e amar os próximos.[..]”

     Inicialmente, eu achei que ela estava falando da Abolição da escravatura, mas depois ela me deu uma resposta que me agradou muito, pois ela pensa de forma parecida com a minha.

Mulher, jovem, nível técnico“Chocolate!” – Simples e objetiva!
Eu“Sério? Tem mais algo a dizer ou é só isso mesmo?
Mulher, jovem, nível técnico“É sério, o pior é que é só isso. É a única época do ano que tenho vontade de comer chocolate" (No final da entrevista ela me informou que fez catequese).

   
  Não é qualquer um que pode pagar pra ser besta, já que os ovos custam um absurdo. Por esse motivo eu sempre achei que o preço dos ovos é um verdadeiro tapa na cara do consumidor. Pra não ser injusto resolvi pesquisar e descobri que uma barra de chocolate de 200g da Laka, por exemplo, varia de R$ 3,00 a R$ 4,00. Já um ovo com 196g do mesmo chocolate varia de R$ 18,00 a R$ 25,00. Hoje, eu já penso que o preço dos ovos é um soco na cara do consumidor.

     O que significa o ovo de chocolate na páscoa pra você?

Mulher, jovem, universitária“Antes eram pintados ovos de galinha, por isso podemos usar esse exemplo para falar que é como o nascimento da vida.” – Não, é como o nascimento da morte!

     Teoria interessante. Não conhecia. Faz um pouco de sentido mas, obviamente, ovo e chocolate não tem muito a ver com a razão do feriado.

Mulher, jovem, nível técnico “Chocolate.” – Mais uma vez, simples e objetiva. 

Ovo de Bieber? Sou mais o meu!
(Eu já fiz em casa, de chocolate branco)
     Além das suas preciosas cordas vocais, eu descobri que Justin Bieber também ganha dinheiro com seu ovo. Passando pelos mercados eu percebo como tem gente correndo atrás do ovo desse menino, que custa em média R$ 30,00 quando pesa 200g. Quase o mesmo preço de barras de 2 Kg de chocolate de marcas famosíssimas.
     É triste saber que, em muitas casos, o incentivo ao consumismo começa na escola. Conte quantas crianças vão sair das aulas com barbas e orelhas de coelho, carregando um ovinho de páscoa feito por um chocolate bem vagabundo porque a escola não quer ou não pode pagar por coisa melhor.
Pior ainda é quando o vírus do consumismo é transmitido pela família, quando os próprios pais levam os filhos nos shoppings ou supermercados para saciar a sede consumista que cresce com a criança durante seu desenvolvimento.
     Hoje não é dia de comer chocolate. Hoje é dia de comemorarmos a ressurreição de Jesus Cristo, dia de passar com a sua família em casa, na rua, ou na igreja, que é a casa do Senhor, o verdadeiro alvo de nossas homenagens e não um coelho que nem ovo bota porque todo mundo sabe que ele é mamífero e tem gestação de 30 dias. Teria mais sentido se fosse Galinha da Páscoa. 
     O Coelhinho da páscoa é da mesma laia do Papai Noel. Não passam de justificativas infundadas para tirar dinheiro da gente, seja pela nossa própria ingenuidade ou pela inocência das nossas crianças, que são as maiores vítimas de toda essa história.

Fonte: http://www.genizahvirtual.com

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Sexta-Feira Santa é festa?

     O que você, baiano, vai almoçar ou já almoçou nessa sexta-feira santa? Já sei: Caruru, Vatapá, Moqueca de peixe, arroz, feijão fradinho, bacalhau, camarão, alguns vão no xinxim de galinha e tudo com muito azeite de dendê. Êta que a comida baiana é boa demais! O povo da Bahia mantém uma culinária muito vasta... e uma ignorância mais vasta ainda. O que é a Sexta-feira Santa? Alguém aí sabe explicar por qual motivo insistimos em comer caruru ou fazer verdadeiros banquetes nesse dia? Eu não sei, mas tenho uma teoria: 
     Muitos baianos respeitam a tradição de não comer carne nessa data (Mas a maioria não sabe explicar o porque). De acordo com a igreja católica, devemos comer apenas peixe porque Jesus morreu na cruz para salvar a humanidade, então, nenhum sangue deve ser derramado nesta época (Essa á a parte que quase todo mundo faz). Devemos também nos abster do que mais gostamos e fazermos sacrifícios, até mesmo jejum (Essa é a parte que quase ninguém faz). 



Plataforma Flutuante da Petrobras
     Por causa da escolha do peixe vem a pergunta que não quer calar: Peixe tem sangue? Não, peixe tem petróleo. Porque vocês acham que as plataformas da Petrobras ficam no mar? Porque é lá no fundo do mar que fica acumulado o petróleo dos peixes mortos. Gente, é claro que peixe tem sangue! O peixe também precisa do sangue para transportar os nutrientes pelo seu organismo. E, antes que vocês perguntem, o sangue do peixe, assim como o de quase todos os animais vertebrados, possuem células vermelhas carregadas de ferro chamadas Hemoglobina, que dão ao sangue a cor vermelha, como mostra nesse vídeo.


     Com toda essa história de peixe eu cheguei a seguinte conclusão sobre a nossa tradição: Para não derramarmos sangue nós deixamos de comer animais que sangram e, por isso, nós comemos peixe, que é um outro animal que sangra. Mais coerente, impossível!

     Agora vamos esquecer biologia e voltarmos para a minha teoria do caruru na Sexta-feira Santa. 


     Muitos baianos tem mania de meter azeite de dendê e/ou pimenta em quase tudo que come, com o peixe não foi diferente. O bichinho acabou virando moqueca. Mas eu acho que o povo quis caprichar na comida porque, para eles, comer moqueca com caruru e vatapá seria perfeito. Diferente disso o almoço não teria graça. A ideia caiu no gosto popular e foi se espalhando. Agora muita gente faz isso todo ano: Juntam a família e amigos em volta de um banquete recheado por comida baiana para comemorar.

     Mas o que se comemora mesmo na Sexta-feira Santa? 

"Jesus foi julgado...
     Essa data, também chamada de Sexta-feira da Paixão, marca o dia em que Jesus foi julgado, crucificado e morto! Ou seja, todo ano, as pessoas (muitas delas cristãs) mantem o costume de fazer comemorações ou festas no dia em que Jesus Cristo morreu. Esse é o respeito e a consideração que temos por ele. E entre esses pecadores, também me incluo, por ter comemorado essa data sem saber o seu real significado. Por isso eu, que sou cristão, peço a Cristo perdão por mim e por todas as pessoas que cometeram este pecado sem ter a consciência do que realmente estavam fazendo. 

...crucificado...
     Por isso estou aqui, através desse Blog, tentando lembrar ao povo o verdadeiro motivo desse feriado, para que possam ter o conhecimento e aí, sabendo da verdade, poderão utilizar seu discernimento para escolherem qual decisão acham mais correta. Eu só quero deixar claro que, apesar de estar parecendo, esse não é um blog de intenções religiosas e sim de intenções polêmicas. 

...e morto!"
     Vale ressaltar também que essa crítica foi feita especialmente para os cristãos, até porque, de acordo com minhas pesquisas, os que não acreditam em Cristo não costumam fazer festas nessa data. Interessante, não é? Muitos cristãos, que deveriam mostrar respeito, fazem festas e esboçam um sorriso que dá pra ver de costas. 
     Bem, a todos que já estão com o banquete de hoje pronto e seus ovos de páscoa na geladeira, apreciem seus carurus nesta sexta e se esbaldem de chocolate no Domingo, como sempre fazem. Abraço a todos os cristãos e não-cristãos.



Google+ Followers

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...